Paróquias se preparam para retomar celebrações de Corpus Christi

Paróquias se preparam para retomar celebrações de Corpus Christi

Luana Dias

Depois de terem passado dois anos sem a tradicional procissão e sem poder reunir a comunidade para a confecção dos tapetes e celebração de Corpus Christi, as paróquias castrenses, e da região, programam com grande expectativa a retomada, que deve ocorrer nesta quinta-feira (16). Tradicionalmente a data reúne grande número de fiéis nas igrejas, assim como nas ruas, durante a procissão. De acordo com a assessoria da Diocese de Ponta Grossa, para este ano é esperado um público igual ao que participava da celebração nos anos anteriores à pandemia.

Como em Castro cada paróquia fará seu próprio tapete, e as celebrações serão individuais, a programação também será própria, mas as orientações, quanto a confecção dos tapetes, tema das celebrações, e diretrizes em geral são as mesmas para todas as comunidades da Diocese.  O tema central: “Eucaristia: Caminhar juntos para a Educação e a Paz”, vem da Campanha da Fraternidade 2022, e, algumas igrejas terão como gesto concreto a arrecadação de alimentos, que posteriormente serão doadas à famílias em situação de vulnerabilidade.

Os horários também seguem as mesmas determinações. Na matriz de Sant’Anna, por exemplo, pastorais e movimentos começaram a preparação dos tapetes às 8h30. A celebração na paróquia começa às 15 horas, e em seguida os fiéis saem em procissão. Neste ano, a comunidade fará um novo trajeto: a procissão deve iniciar na saída da igreja, passar pelas ruas que cercam a Praça Manoel Ribas, na sequência, pela antiga Câmara de Vereadores, e retornar para a matriz.

Caminho de unidade

Os tradicionais tapetes de Corpus Christi são conhecidos pela criatividade e diversas formas como a Eucaristia é representada na preparação. Neste ano, os fiéis convocados para a missão devem seguir orientações, que visam a união de temas, conforme aconselha o padre Joel Nalepa, coordenador diocesano da Ação Evangelizadora. “O que se tem pedido é que o conjunto dos tapetes remeta a um caminho de unidade da Igreja nas diversas paróquias. Entre os subtemas sugeridos estão as diretrizes da Ação Evangelizadora com os pilares da Palavra, Pão, Caridade e Missão, lembrando que a prioridade diocesana é Igreja e Família de portas abertas na cultura urbana. Ainda a Campanha da Fraternidade 2022: Fraternidade e Educação com o lema: Fala com sabedoria, ensina com amor. Também a Ação Evangelizadora Cada Comunidade uma Nova Vocação e o Sínodo dos bispos 2021 – 2023, por uma Igreja Sinodal: Comunhão, Participação, Missão. Com zelo e criatividade a ornamentação nos ajudará no testemunho de fé”, considera o sacerdote.

FOTO: divulgação/Facebook Paróquia Nossa Senhora do Rosário

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.