Castro soma 6.657 casos e 114 óbitos por Covid-19

Castro soma 6.657 casos e 114 óbitos por Covid-19

Matheus de Lara

O aumento de casos e óbitos por Covid-19 em todo o País vem preocupando diversos especialistas, e somente essa semana o Brasil passou a marca dos 365 mil mortos. Já no município de Castro, a Secretaria Municipal de Saúde divulgou no boletim mais recente de quinta-feira (15), mais 40 casos e três óbitos. As novas mortes são de uma mulher de 78 anos que estava com o exame em análise ocorrido na segunda-feira (12), e de dois homens com 78 e 66 anos registrados na quarta-feira (14).

Abril já pode ser considerado o mês mais letal, confirmando em quinze dias 22 óbitos, o mesmo número divulgado em todo o mês de março, que também registrou 22 mortes. Em quinze dias, Castro também já divulgou 495 casos. De domingo (11) até quinta-feira (15), 206 casos e 11 óbitos foram registrados. Desde o início da pandemia, o município confirmou 6.657 casos e 114 óbitos.

Até o momento, 6.211 pacientes já se recuperaram, 304 seguem em isolamento domiciliar, 18 estão internados em leito regular e 10 internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Há também, 82 casos em análise e 46 foram descartados.

Vacinação

O próximo público a ser vacinado com a Coronavac, são os idosos com 70 anos ou mais que tomaram a primeira dose em 25 de março, e devem retornar para tomar a segunda dose na próxima semana.

A vacinação acontece na Unidade Básica de Saúde (UBS) Bom Jesus, na Vila Santa Cruz, das 9 horas às 15 horas, e conforme a Secretaria Municipal de Saúde vai acontecer na segunda-feira (19) para as pessoas com a primeira letra do nome de A a J, e na terça-feira (20), pessoas com o nome de K a Z.

De acordo com o vacinômetro divulgado em relatório, desde o mês de janeiro receberam a primeira dose da vacina de Coronavac e AstraZeneca, dentro dos grupos prioritários, 7.025 pessoas, das 7.185 doses enviadas ao município. Quanto à segunda dose da Coronavac, das 4.525 recebidas, 2.439 pessoas já tomaram a vacina. No caso da vacina AstraZeneca, o intervalo para a segunda dose é de três meses.

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.