Operário perde para o Coritiba aos 46 minutos da etapa final

Operário perde para o Coritiba aos 46 minutos da etapa final

Sandro Adriano Carrilho

Joinville – Quando Operário e Coritiba praticamente caminhavam para as cobranças de pênalti, aos 46 minutos do segundo tempo, um cruzamento do lado direito e a cabeçada do atacante do Coxa, deu resultados finais a partida. O Coxa vence o Fantasma na noite dessa terça-feira (6) por 3 gols a 2, na Arena Joinville (SC), e avança para a terceira fase da Copa do Brasil, enquanto o time princesino, que jogou melhor na maioria do tempo, é eliminado da competição e foca agora no Paranaense.

A polêmica maior foi o segundo gol do Coritiba, o qual a bola não teria entrado. Um erro da arbitragem que prejudicou a equipe de Ponta Grossa.

Operário abriu o placar aos 28′ da etapa inicial com Jean Carlo, aos 31′ o Coritiba empatou com Léo Gamalho e ampliou aos 26′ do segundo tempo, através de um gol polêmico. Operário empatou aos 31′ com Tomas Bastos até que aos 46′ da etapa complementar o Coxa marca novamente, desta vez com uma cabeçada de Schlocobier.

O técnico Matheus Costa, do Operário, não escondeu sua decepção com a arbitragem do jogo, na sala de entrevistas, para a imprensa. Mas não se pode tirar o mérito do Coxa que, com as duas substituições, a equipe da capital marcou os gols, principalmente o terceiro quando a zaga operariana falhou.
Com a vitória, o Coritiba embolsa R$ 1,7 milhão.

Foto: Divulgação / André Jonsson/OFEC

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.