Operário empata com o Maringá em zero a zero pelo Paranaense

Operário empata com o Maringá em zero a zero pelo Paranaense

Da Assessoria

O Operário Ferroviário empatou sem gols com o Maringá, na tarde deste domingo (25), no Estádio Regional Willie Davids, pela sexta rodada do Campeonato Paranaense. Com o resultado, o Alvinegro vai a 11 pontos e ocupa a quarta colocação na tabela.

O jogo

As duas primeiras boas oportunidades do Fantasma na partida foram em cobrança de falta. Aos 11 minutos, Tomas Bastos cobrou e a bola passou perto do travessão. Dois minutos, o meia cobrou novamente, mandou direto para o gol e Caio saiu em soco para defender. Aos 29 minutos, Silva cruzou pela esquerda, a defesa tirou e Leandrinho chutou na sobra, mas a bola parou na zaga. Aos 30, Bastos cobrou nova falta pela esquerda e cruzou na cabeça de Felipe Garcia, que mandou para fora. Antes do fim da primeira etapa, Lucas Mendes cruzou na área e Ricardo Bueno dominou e chutou para o gol e a bola passou perto.

Aos 11 minutos do segundo tempo, em cobrança de escanteio, Rafael Chorão cruzou e Bueno tentou em cabeceio, mas a bola foi para fora. Aos 24, Lucas Mendes fez tabela com Jean Carlo e tentou cruzamento que saiu para lateral. Dois minutos depois, o lateral direito mandou mais um cruzamento e a bola saiu perto da segunda trave. Aos 29, Bastos tentou em chute forte de fora da área e obrigou o goleiro a fazer a defesa. Aos 41 minutos, Felipe Garcia cruzou e a bola sobrou para Ricardo Bueno bater e mandar por cima do gol. Quatro minutos depois, Cleyton chegou pela direita, chutou forte e o goleiro saiu para espalmar. Na sequência, Chorão cobrou escanteio e Bueno cabeceou para o gol, mas Caio ficou com a bola. Aos 50, Chorão fez novo cruzamento e Léo Rigo tentou o desvio de cabeça e mandou para fora.

O Operário entrou em campo com Simão, Lucas Mendes, Fábio Alemão, Odivan, Silva, Pedro Ken, Tomas Bastos, Leandrinho, Jean Carlo, Felipe Garcia e Ricardo Bueno. Ainda no primeiro tempo, Odivan sentiu a coxa e deu lugar a Léo Rigo. No segundo tempo, entraram Rafael Chorão, Rafael Oller, Cleyton e Schumacher para saída de Pedro Ken, Leandrinho, Lucas Mendes e Jean Carlo.

Avaliação do treinador

Após a partida, o técnico Matheus Costa concedeu entrevista coletiva online e falou sobre o desempenho da equipe “Hoje foi um jogo aquém daquilo que nós poderíamos fazer. Não fizemos um bom jogo. Faltou imposição, intensidade, a gente melhorar as nossas tomadas de decisões. Não fizemos um jogo digno do Operário, do que a gente vinha apresentando. É o quarto jogo desse estadual que não sofremos gol, somos a melhor defesa da competição. Obviamente que agora temos que criar mais situações e procurar fazer mais gols. Defensivamente, a gente tem sofrido muito pouco. E hoje foi um jogo que ficou muito truncado, que nós não conseguimos causar desequilíbrio na equipe do Maringá para criar oportunidades e essas oportunidades se converterem em gol. A gente continua trabalhando, acredito que amanhã já deve sair a próxima rodada, para já pensarmos no próximo adversário”.

Retorno de Cleyton

O jogo deste domingo marcou o retorno do meia Cleyton aos gramados. O atleta foi julgado, na última quinta-feira (22), pelo Tribunal de Justiça Antidopagem, por infração ao artigo 9º. do Código Brasileiro Antidopagem e condenado, por maioria de votos, à pena de suspensão por dois meses, contados a partir da data da partida contra o Red Bull Bragantino, realizada no dia 12 de agosto de 2019, válida pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Com a pena já cumprida, Cleyton foi liberado para treinamentos e jogos.

Próxima partida

O Alvinegro aguarda a Federação Paranaense de Futebol (FPF) homologar a partida da próxima rodada.

Foto: Divulgação / Fernando Teramatsu / MFC

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.