Tribunal do Júri condena assassino de irmão a 16 anos e três meses de prisão

Tribunal do Júri condena assassino de irmão a 16 anos e três meses de prisão

Da Redação*

Ponta Grossa – Dezesseis anos e três meses de reclusão, em regime fechado, foi a sentença aplicada nesta terça-feira (4), pelo Tribunal do Júri, em Ponta Grossa, a homem denunciado pelo Ministério Público do Paraná (MPPR), pela morte do irmão. Ele já estava preso preventivamente e permanecerá recolhido, agora para o cumprimento da pena.

A vítima, então com 61 anos, foi morta a golpe de faca de caça em 8 de novembro de 2023, em Itaiacoca, distrito de Ponta Grossa. O crime foi praticado na frente da casa da irmã, na presença dela e da mãe dos três.

O MPPR sustentou a tese de homicídio qualificado por recurso que dificultou a defesa da vítima, o que foi plenamente acolhida pelo Conselho de Sentença.

Não foi conferido ao réu o direito de recorrer em liberdade.

Como destaca o Juízo na sentença, “o réu permanecerá preso preventivamente, considerando que foi condenado a cumprir pena em regime inicial fechado, bem como porque permanecem incólumes os fundamentos que ensejaram a decretação de sua prisão preventiva. Destaca-se, ainda, a hediondez do delito a que foi condenado, praticados com violência e grave ameaça, donde se extrai a periculosidade do agente e a necessidade de manutenção da sua prisão”.

*Com Assessoria

Foto: Divulgação imagem / Diário dos Campos

Redação Página 1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.
× Fale com o P1 News!