Queijo Dutch Lady é o 1º produto a receber selo

Queijo Dutch Lady é o 1º produto a receber selo

Da Redação

Carambeí – O queijo feito artesanalmente, patenteado com a marca ‘Dutch Lady’, produção de três empresárias de Carambeí, Fabiane Greidanus, Nathalia Dijkstra e Camila Greidanus, recebeu nesta semana o selo do Serviço de Inspeção Municipal (S.I.M.), vinculado à Secretaria Municipal de Desenvolvimento, responsável pela inspeção e fiscalização da produção industrial e sanitária dos produtos de origem animal.
Entre as atribuições do Serviço de Inspeção Municipal – S.I.M, estão inspecionar e fiscalizar os estabelecimentos de produtos de origem animal e seus produtos, bem como realizar o registro sanitário.

O selo garante que as agroindústrias que queiram comercializar seus produtos dentro do município façam de maneira legal, sanitariamente correta, e seguindo os padrões de identidade e qualidade na produção. Esse serviço garante que empreendedores rurais de produtos de origem animal tenham acesso aos mercados, de forma a agregar valor ao produto e girar a economia local.

A veterinária do município, Andressa Dudcoschi, fiscal municipal agropecuária, atestou a qualidade do queijo ‘Dutch Lady’ que, com o recebimento do selo, o primeiro do município, já pode ser encontrado no comércio local.

O produto ‘queijo gouda’

Tradicionais da Holanda, originário dos Países Baixos, mais precisamente de uma localidade chamada Gouda, cidade que lhe deu o nome, o queijo chegou ao Brasil por meio dos imigrantes holandeses no século passado.
Derivado do leite de vaca pasteurizado, o queijo possui muitas peculiaridades, consistência macia, aroma e sabores baseado em receitas centenárias.

‘Dutch Lady’

A tradição láctea foi trazida para Carambeí através dos imigrantes holandeses e se fortaleceu com a chegada do primeiro gado diretamente da Holanda pela família Dijkstra, em 1947.
O legado corre nas veias de Fabiane Greidanus, por parte de mãe e pai, garantindo a sucessão familiar na produção. Após se formar no curso de Nutrição, Fabiane passou a pesquisar receitas caseiras de queijo frescal para produzir em casa.

No ano de 2016, ela e seu pai Maurício Greidanus fizeram um curso de queijo na Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), montaram uma pequena queijaria nos fundos de sua casa. A partir daí começou a produzir queijos para comercializar.

Baseada em uma tradicional receita de família e por meio de pesquisas, Fabiane criou a receita do seu próprio queijo. “Tenho uma receita antiga que uma tia avó me deu, mas acabei adaptando a minha receita a essa. O queijo que fazemos não segue exatamente uma receita de família e sim a uma adaptação de várias receitas de queijo Gouda que pesquisei e com o passar do tempo criei a minha própria receita. Hoje o negócio conta com a irmã de Fabiane, Camila Greidanus Note na produção”, relata Fabiane, que é farmacêutica e bioquímica, e ajuda na parte do controle de qualidade do leite e queijos.

Nathalia é descendente da família de Geus e carrega a tradição da produção dos famosos queijos de Carambeí, prima da Fabiane e da Camila, sócia na queijaria. Ela se dedica a prospectar novos clientes para a Dutch Lady que é a marca utilizada para comercializar os queijos.

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.