Profissional de saúde alerta para importância de completar o esquema de imunização contra Covid-19

Profissional de saúde alerta para importância de completar o esquema de imunização contra Covid-19

Luana Dias

O não comparecimento da população para tomar a segunda dose da vacina contra Covid-19 preocupa profissionais de saúde, segundo os quais, a eficácia das vacinas só é garantida se o esquema vacinal for completo. Em Castro também há ausência, mas de acordo com a enfermeira Charlini Ferreira Regatiere, no município não são registrados tantos casos.

O Paraná, no entanto, já esteve entre os estados com maior número de pessoas em atraso para receber a segunda dose do imunizante, segundo lista divulgada pelo Ministério da Saúde há cerca de três meses.
Segundo Regatiere, os principais fatores pelos quais algumas pessoas perdem a data da vacinação são o esquecimento, viagens, e casos em que a pessoa encontra-se doente, com sintomas de gripe, por exemplo, o que impede a aplicação de qualquer uma das doses da vacina. Conforme explicou a enfermeira, a responsabilidade pelo comparecimento na data agendada para as duas doses, ou dose única da vacina, é inteiramente individual. Porém, quando deixa de comparecer, a pessoa que está apta para receber o imunizante acaba comprometendo o programa de vacinação, além disso, não ficará completamente protegida enquanto não tomar as duas doses, ou vacina de dose única.

Desde quando começou a campanha de imunização contra a Covid-19, especialistas de diversas instituições de saúde e de diversos lugares do mundo explicam que, no caso dos imunizantes de duas doses, a aplicação da primeira dose dá uma falsa sensação de segurança, mas não garante proteção completa. Essa escolha pode ser bastante perigosa, conforme destacam os médicos, já que estando parcialmente imunizados alguns indivíduos podem voltar a rotina de vida que tinham antes da pandemia, ignorando orientações e cuidados básicos de proteção, o que os deixa mais expostos e ainda muito vulneráveis à doença.

A orientação de Charlini Ferreira Regatiere, para as pessoas que perderam a data, sobretudo, da segunda dose, é para que fiquem atentos nas próximas datas, de acordo com o laboratório responsável pela fabricação da primeira dose aplicada, e que compareçam no local com carteira de vacina e documento pessoal com foto. Também é possível deixar nome e telefone para contato na Secretaria Municipal de Saúde, para que seja feito o reagendamento.

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.