Mãe pede ajuda para localizar filha de cinco anos em Castro

Mãe pede ajuda para localizar filha de cinco anos em Castro

Luana Dias

Uma mulher de Paranaguá procurou pela reportagem do Página Um News, pedindo ajuda para localizar sua filha de cinco anos. Segundo ela, o pai da criança, Anderson Ribas, a retirou da casa da mãe no dia 25 de março, para passar o final de semana com a mesma em Castro, onde mora. No entanto, além de não entregar a filha à mãe no prazo previsto (27 de março), o pai da criança também não estaria atendendo às ligações e nem fez mais contato.

De acordo com mãe, Daniela Rezé Toledo, esta é a segunda vez que Anderson tem a mesma atitude. “A primeira vez foi em novembro, e desde então eu tenho evitado que ele pegue ela, porque temia que ocorresse novamente o que está ocorrendo agora. No dia 25 ele veio com a polícia e com o Conselho Tutelar até a minha casa, um dos policias que o acompanhava me falou que se eu não entregasse minha filha poderia me complicar perante a justiça, eu questionei sobre o que ocorreria se ele não me entregasse ela dentro do prazo, como aconteceu ano passado, e o mesmo policial afirmou que daí ele iria se complicar. Mediante essa situação, eu permiti que a minha filha fosse, mas era pra ele já ter me devolvido dia 27, e não devolveu”, explicou.

Daniela contou à reportagem que falou com a avó paterna da filha. A mulher teria afirmado que o menina estaria com o pai, em seu ambiente de trabalho, mas sem fornecer mais detalhes. Daniela fez Boletim de Ocorrência (B.O) na Polícia Civil de Paranaguá e em Castro, e por meio de seu advogado, também procurou pela Vara de Família da cidade onde mora. O órgão emitiu mandado de busca e apreensão da criança. No entanto, como Daniela não tem a informação de onde pai e filha estariam, ainda não foi possível dar cumprimento a autorização. “Eu preciso saber onde ele está para que a polícia, oficial de justiça ou o Conselho Tutelar possam ir até ele, porque ele está sumido, ninguém sabe dele, e quem sabe não fala”, destacou a mãe, afirmando que os familiares de Anderson, com quem ela conseguiu contato, também não falam onde o homem está. Por não estar na cidade onde mora e está matriculada, a criança já teria perdido mais de 10 dias de aula.

De acordo com informações do mandado de busca e apreensão, que foi assinado pela juíza Mércia Deodato do Nascimento em 5 de abril, Anderson tinha o prazo de 48 horas para entregar a filha à genitora. O documento também expõe que Anderson esteve em contato com a Vara, e que justificou o fato de ainda não ter entregue a criança à mãe, afirmando que a mesma estaria em tratamento médico. O pai também teria alegado que há negligência por parte da mãe. “O executado apresentou os motivos que o levaram a não devolver a menor para a exequente. Disse que a infante estava com manchas e assaduras pelo corpo e a levou para consulta médica, sendo que o médico informou que se tratava de dermafitose. Alegou que a criança está em tratamento sob seus cuidados. Ressaltou que não levou a infante devido à negligência e descaso da exequente com a saúde da menor”, consta na decisão, destacando ainda que o pai afirmou estar sendo privado de conviver com a filha.

Para a reportagem, Daniela afirmou que não havia negligência no cuidado com a criança, e que a mesma já estava em tratamento médico, mesmo antes de viajar com o pai. O Página Um News tentou falar com o pai da criança, assim como, ligou para o celular da avó paterna da menor, porém, até a conclusão da matéria não teve retorno e nem as ligações foram atendidas. Já a advogada de Anderson Ribas afirmou que ainda não iria se manifestar à respeito do caso.

Também foi procurado o Conselho Tutelar de Castro, que ficou de retornar o contato, e deve, por meio das conselheiras do município, explicar sobre as medidas adequadas para situações como esta.

FOTO: Daniela pediu que a foto da filha fosse divulgada com o intuito de receber informações sobre sua localização

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.