Equoterapia retorna e com ela os benefícios para 40 pacientes

Equoterapia retorna e com ela os benefícios para 40 pacientes

Emerson Teixeira

Carambeí – Quarta-feira é aguardada com muita expectativa para o jovem Lucas Machado Mattos, pois é o dia que ele participa da Equoterapia no Rancho HS que, após a pandemia de Covid-19, voltou a abrir suas dependências para 40 famílias de pacientes que retornam ao tratamento.

A mãe do Lucas, Aderli Rabe Machado, conta que ele tem autismo e a terapia com cavalos oferece muitos benefícios. “No caso de meu filho, melhora a socialização, a autoestima, a autoconfiança, além da parte física que também ajuda muito. A equipe da equoterapia é composta por psicóloga e fisioterapeuta, então o psicológico e o físico são tratados igualmente”, descreve.

Ela aponta que a interrupção por conta da pandemia trouxe prejuízos ao tratamento do Lucas e dos demais pacientes. “Ele já fazia anteriormente, e com a parada devido à pandemia, a burocracia que foi para retornar, não só meu filho, mas os outros praticantes da equoterapia tiveram muitos prejuízos na evolução do quadro de cada um”, conta.

A equoterapia é custeada pela Prefeitura de Carambeí, através de parceira com o Rancho HS que cede toda a estrutura para que possa ser realizado a terapia utilizando os cavalos.
A secretária municipal de Saúde, Simone Andrusko Collantes, explica que a equoterapia é um tratamento reconhecido pelo Conselho Federal de Medicina. “Todo paciente deve ter encaminhamento com prescrição médica. Em Carambeí todos os praticantes passam pela primeira triagem com psicóloga do município e depois pela avaliação da fisioterapeuta e psicóloga da equipe da Equoterapia”, acrescenta.

Do público atendido, cerca de 50% são crianças, 25% são adolescentes e cerca de 20% são jovens e apenas 5% são adultos. O atendimento é realizado pela equipe Multidisciplinar da Associação Paranaense de Equoterapia e Inclusão Equestre (APEIE), que reúne em sua equipe fisioterapeuta, educador físico, psicóloga, pedagogas, enfermeira, equitadores e auxiliares guia.

Benefícios

O Coordenador Técnico da APEIE, Eros Spartalis, destaca a importância do trabalho multidisciplinar que é realizado. “Não atendemos somente o paciente, o atendimento alcança também a família, com orientações, por exemplo, mães novas que recebem filho pequeno com deficiência e muitas vezes não sabem nem por onde começar, desde seus direitos, repassamos essas orientações.

Eros, que além de professor é também vice-diretor de esporte Paraequestre da Confederação Brasileira de Hipismo e representante e docente da Associação Nacional de Equoterapia (ANDE BRASIL), ressalta que a equoterapia é um tratamento que apresenta benefícios nas áreas física, educacional e psicossocial. Na física com a melhora da força muscular, equilíbrio, coordenação motora grossa e fina, lateralidade e consciência corporal, já na educacional melhora na atenção, concentração, aprendizagem, alfabetização e memória e na área psicossocial melhora na autoconfiança, autoestima, autonomia, interação e inclusão social e comunicação.

Parceria

A secretária de Saúde enaltece o fato do Rancho HS ceder gratuitamente o espaço e ainda oferecer café para as mães dos pacientes. “O espaço é show, muito organizado, tem uma funcionária do rancho que organizar o espaço, só temos a agradecer os proprietários pela parceria”, enfatiza.

Paraenduro

Aderli lembra que além da contribuição da terapia, em 2019 eles representaram o município na disputa do Paraenduro, “isso ajudou muito na autoestima deles”. Participaram com o Lucas, Alexandre Marcondes, Douglas Goolkate e o Guilherme Almeida.

“Gostaria de agradecer em nome do nosso grupo de mães “Superação”, a prefeita Elisangela, a secretária de Saúde Simone, o vice-prefeito Jeverson, também a equipe da equoterapia, APEIE (Associação Paranaense de Equoterapia e Inclusão Equestre) e a Sílvia de Geus, proprietário do Rancho, por ceder o espaço e proporcionar a realização da equoterapia”, concluiu.

Redação Página 1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.