Curso de soldagem iniciou com lista de espera para novas turmas

Curso de soldagem iniciou com lista de espera para novas turmas

Emerson Teixeira

Carambeí – A Prefeitura de Carambeí deu mais um passo nesta semana, nas ações do plano de retomada da industrialização do município, com o início das turmas do curso de soldagem ofertados em parceria com o Serviço Nacional de aprendizagem Industrial (SENAI).

A aula inaugural desta quinta-feira (29) contou com a presença da prefeita Elisangela Pedroso. São duas turmas presenciais, com o total de 40 alunos divididos em um grupo a tarde, de soldagem e aperfeiçoamento em processos de soldagem MIG/MAG, e a noite com turma de aperfeiçoamento em processos de soldagem Tig.

A prefeita enfatizou que os inscritos no curso estão se capacitando para melhorar sua colocação no mercado de trabalho e conquistar uma vaga de emprego. “Nosso lema é capacitar para causar independência, e como nosso foco é a retomada da industrialização de Carambeí, precisamos de mão de obra qualificada, e o intuito é ofertar cursos de qualificação para que pessoas venham a ingressar no mercado de trabalho na construção de indústrias na nossa cidade”, declarou.

Elisangela acrescenta que novas turmas serão anunciadas em breve. “Estamos fazendo uma lista de espera, pois, como a procura foi grande, vamos abrir mais turmas”, explicou a chefe do executivo municipal a um cidadão em grupo de WhatsApp da cidade.

Retomada

Em 2021 a Prefeitura de Carambeí enviou Projeto de Lei para a Câmara Municipal, aprovado pelos vereadores, com a intenção de incentivar a instalação de novas empresas através de isenções tributárias. Na ocasião ele foi intitulado Programa de Retomada da Industrialização de Carambeí.

Desde então já foram anunciados investimentos milionários na cidade, iniciando com a Frísia Cooperativa Agroindustrial que anunciou em 2021 investimentos na casa de R$ 108 milhões na construção da segunda Unidade de Produção de Leitões da Frísia e a instalação de parte da maltaria dos Campos Gerais em Carambeí, R$ 78 milhões referentes à UPL II e R$ 30 milhões à parte da maltaria que, apesar de ser sediada em Ponta Grossa, terá parte no território do município sede da Frísia.

O último anúncio e o mais importante foi a decisão da Ambev de construir a fábrica de garrafas em Carambeí, que demandará investimentos na casa de R$ 1 bilhão, com a expectativa de gerar 1,5 mil vagas durante o processo de construção. Com o início das operações programado para 2025, a previsão é que sejam gerados em torno de 400 postos diretos de trabalho.

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.