300 municípios receberão novas creches públicas construídas com recursos do Governo do Paraná

300 municípios receberão novas creches públicas construídas com recursos do Governo do Paraná

*Castro, Ponta Grossa, Tibagi e Piraí do Sul são algumas das cidades a serem contempladas

Da Redação*

Curitiba – 300 unidades educacionais, em 258 municípios paranaenses, serão construídas através do Programa Infância Feliz, do governo estadual, fruto de investimentos que somam R$ 391.437.648,00, conforme anúncio feito na segunda-feira (10), no Palácio Iguaçu.

Cada unidade deve receber cerca de R$ 1,3 milhão, com a previsão de atender entre 10.200 e 13.800 crianças.

De acordo com a resolução nº 219/2024, da SEDEF, publicada no site do Estado, cerca de 258 cidades estão aptas a receberem verbas para a construção destas creches. Destes municípios, 17 estão no Campos Gerais, parte no norte Pioneiro e região do Centro-Sul do Estado.

Ponta Grossa está elencada para receber dois novos CMEIs, através do programa. Já as cidades de Castro, Tibagi, Irati, Fernandes Pinheiro, Guamiranga, Imbituva, Jaguariaíva, Piraí do Sul, Prudentópolis, Rebouças, Reserva, São João do Triunfo, São Mateus do Sul, Teixeira Soares e Sengés estão elegíveis para receber uma nova unidade.
A medida atende a pedido das prefeituras para reduzir o déficit de vagas na educação infantil paranaense.

Há mais de 20 anos que o Governo do Paraná não lançava um pacote de construção de creches desse porte para apoiar os municípios. “Estamos ajudando os prefeitos a resolverem um problema dos municípios, que é defasagem nas vagas disponíveis”, afirmou o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

Projetos

As creches deverão ser construídas em terrenos com pelo menos 1,2 mil metros quadrados, que serão destinados pelas prefeituras. O projeto arquitetônico será doado pelo Estado para as administrações municipais contratarem e executarem as obras. Os espaços contarão com três salas de aula, uma brinquedoteca, dois banheiros com fraldários, quatro banheiros comuns (incluindo PCDs), um solário, um pátio coberto, um jardim sensorial, uma sala de amamentação, um lactário, um refeitório, uma cozinha industrial, dois vestiários, uma sala de diretoria, uma sala de secretaria, uma sala de professores.

Critérios

Os critérios de seleção envolveram um indicador chamado Potencial de Creche por Município (PCM). Ele considera o fator educacional (proporção de matrículas em creches), fato demográfico (taxa de natalidade) e fator socioeconômico, que envolve proporção de crianças acompanhadas pelo CadÚnico e os dados do Índice Ipardes de Desempenho Municipal – Renda, Emprego e Produção Agropecuária (IPDM-R).Os municípios com menor índice de Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDH-M) serão priorizados para ordem de execução das creches.

*Com Assessorias

Redação Página 1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.
× Fale com o P1 News!