Poema

Poema

Sem Máscaras

Creio no amanhã
no futuro de glórias
na vida que segue
na rotas dos caminhos.

Desejo
descortinar as névoas do passado
esquecer as tristezas
e valorizar a vida.

A humanidade continua
resiliente às peripécias
desafios e surpresas da vida
na esperança de um novo
amanhecer.

Ano Novo …
que haja abraços entre amigos
beijos de paixão, visitas que
aquecem a alma
e enchem o coração de brandura.

Dois mil e vinte um!
com vacina eficaz
sem covid-19
sem máscaras.

*Maria Antonieta Gonzaga Teixeira

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.