Tibagi completa 1 ano do início da vacinação contra a Covid-19

Tibagi completa 1 ano do início da vacinação contra a Covid-19

Da Assessoria

Tibagi – O dia 19 de janeiro pode ser considerado uma data histórica em Tibagi. Isso porque há um ano atrás a primeira dose da vacina contra a Covid-19 foi aplicada no braço de uma tibagiana. A primeira a receber a dose foi a técnica em enfermagem Débora Franciele Bueno, que atua no Hospital Luiza Borba Carneiro.

“O início da vacinação foi um marco histórico no município. Fui pessoalmente até Telêmaco Borba, na 21ª Regional de Saúde, buscar a primeira remessa de doses contra à Covid-19 com destino à Tibagi. Já tomei as três doses da vacina e quanto mais os tibagianos se vacinarem mais o nosso município vai superar essa pandemia”, garante o prefeito Artur Butina.

Tibagi já vacinou 96,58% da sua população maior de 13 anos com pelo menos uma dose da vacina ou dose única. Isso corresponde a 17.007 pessoas vacinadas com a 1ª dose e 615 receberam a dose única. Já a cobertura da 2ª dose da vacina corresponde a 68,10% da população maior de 13 anos: 12.427 doses.

“Há 1 ano estamos vivenciando uma nova rotina após a chegada das doses de vacina, onde vacinamos entre adultos e adolescentes quase 97% da população tibagiana com pelo menos uma dose. E é uma alegria maior por sabermos que as crianças também serão contempladas e logo farão parte dessa porcentagem imunizada da população”, afirma a secretária de Saúde, Natasha Dutko, enfermeira que foi a responsável por aplicar a primeira dose de vacina em 2021.

Natasha disse ainda que todos estão apreensivos com esse aumento dos casos de Covid-19, mas fica nítido que com o avanço da vacinação, as pessoas estão sendo infectadas, mas os sintomas da doença não se agravam.

“A vacinação é muito importante porque a chance de agravar em caso de contaminação é menor. Até o momento não contamos com nenhum paciente internado devido às complicações de Covid-19. Reforço que as pessoas procurem tomar as doses nas datas divulgadas para ficar ainda mais protegidas”, finaliza a secretária de Saúde.

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.