Secretário Valdemar Bernardo Jorge realizou primeira oficina na AMCG

Secretário Valdemar Bernardo Jorge realizou primeira oficina na AMCG

Da Assessoria

O programa Paraná Produtivo do Governo do Estado chegou à região. O secretário de Estado de Planejamento e Projetos Estruturantes, Valdemar Bernardo Jorge realizou, apresentou durante reunião ordinária da Associação dos Municípios dos Campos Gerais (AMCG), a primeira oficina do programa, a de mobilização. Com um diagnóstico da região, o Governo do Paraná pretende discutir potencialidades e elencar questões prioritárias para diminuir as desigualdades. “Um sonho grande se sonha junto”, disse Bernardo Jorge, destacando a importância da união dos prefeitos.

Para dar início ao programa, o secretário iniciou conversa com os gestores da AMCG. “Estamos iniciando uma das pautas mais importantes para a região, e temos o secretário como parceiro para este novo ciclo de desenvolvimento”, avalia o presidente da Associação, e prefeito de Castro, Moacyr Fadel. “Eu e o Fadel estamos juntos para buscar a política raiz, aquela preocupada com o bem comum”, garante o secretário.

De acordo com a anfitriã do evento, a vice-presidente da AMCG e prefeita de Carambeí, Elisângela Pedroso, a entidade tem muito a colaborar para o programa. “O desenvolvimento da região está em nossas mãos”, destaca.
Para isso, uma plataforma do Governo com análises regionais (paranaprodutivo.com.br) vem ajudando os gestores. “Temos que trabalhar com inteligência de dados. Mas os gestores devem ser ouvidos já que conhecem as demandas locais para estabelecer as novas diretrizes”, aponta o secretário, citando o Planejamento Regional Integrado que será construído.

O principal objetivo, conforme Bernardo Jorge, é aumentar a riqueza dos municípios, explorando o que cada região tem de melhor. Ele citou a base de dados da região da AMCG, que faz parte do cinturão agropecuário do Estado, com diversos dos municipios liderando produções, como leite, tomate, mel e madeira, por exemplo. “Foi um momento muito importante, pois nossos prefeitos foram ouvidos e explanaram sobre suas dificuldades”, contou Fadel.

Os prefeitos de Piraí do Sul, Henrique Carneiro, e de Reserva, Lucas Machado, destacaram as produções de morango e de tomate, respectivamente, que contam com grandes perdas pela falta de indústrias para absorver e evitar desperdícios da produção. “De 35 a 40% é jogado fora. Precisamos de uma política de atração de investimentos”, avalia Machado.

Além de atrair investimentos “de fora”, com um processo de reindustrialização descentralizada dos grandes centros, o secretário destacou a importância de incentivar os investimentos do próprio paranaense. “Temos que criar um ambiente necessário para isso, mudando o nosso entorno e assim deixar um legado”, avalia.

Durante o encontro, o chefe da pasta de Planejamento do Estado citou ainda outros dados que devem estar no foco dos gestores para a construção do Planejamento regional integrado, como o salário médio da população, visando empregos de qualidade, e o número de jovens no campo.
O Planejamento de Desenvolvimento Regional Integrado deve pautar o plano de investimentos do Governo Estadual. “Nosso foco é no protagonismo regional”, aponta o secretário.

ExpoDubai

Além de apresentar o programa Campos Gerais produtivo, o secretário de Planejamento e Projetos Estruturantes ressaltou o convite do Governo do Estado para a Associação dos Municípios dos Campos Gerais, que deve participar de um evento global de investimentos.

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.