SANTA PASTORINA! Prefeito Artur Butina recebe em Tibagi Bispo da Diocese de Ponta Grossa

SANTA PASTORINA! Prefeito Artur Butina recebe em Tibagi Bispo da Diocese de Ponta Grossa

Da Assessoria

Tibagi – O Prefeito de Tibagi, Artur Butina, e a Chefe de Gabinete e Secretária da Criança e Assistência Social, Kelly Oliveira, receberam na quinta-feira (10) a visita de Dom Sérgio Arthur Braschi, Bispo da Diosese de Ponta Grossa a qual Tibagi faz parte.

O motivo da visita foi uma demanda antiga de toda a população tibagiana. O reconhecimento da Santa Pastorina para que a partir de agora a herança religiosa e a devoção à Santa fiquem aos cuidados da Diocese representada pela Paróquia Nossa Senhora dos Remédios em Tibagi.

“Isso é muito importante para a fé de todos os tibagianos que são devotos da Santa Pastorina. Esse reconhecimento por parte do Dom Sergio (Arthur Braschi) e da Diocese é fundamental para a manutenção do turismo religioso no local e da grande festa anual da “Santinha” que acontece no dia 26 de julho e que, se Deus quiser, será retomada com o fim dessa pandemia”, garante o Prefeito Artur Butina.

Além do Bispo Dom Sérgio Arthur Braschi participaram da visita à Igreja, que fica na localidade de Campina Alta onde está a imagem da Santa Pastorina, o Padre Luiz Carlos Mirkoski, da Paróquia de Tibagi, e o Padre Mário Dwulatka, Ecônomo diocesano. Pela Prefeitura de Tibagi, além do Prefeito Butina e da Secretária Kelly Oliveira, participaram o Procurador Geral Leonardo José Mendes, a Secretária de Planejamento Luana Oliveira e o Secretário de Turismo Rhamonn Rangel Cotar.

Santa Pastorina
Uma imagem de louça com cinco centímetros atrai milhares de fiéis de várias partes do Brasil a uma pequena capela no interior de Tibagi. A ‘Santinha’ recebe duas denominações sendo conhecida como Santa Pastorina ou Castorina e sua história está ligada à tradição de fé do povo tibagiano.

A Festa da Santinha é um evento tradicional e uma festa oficial em Tibagi comemorado no dia 26 de julho, no mesmo dia da Padroeira de Ponta Grossa e Castro, Sant’Ana. A data é um momento de  peregrinação para devotos que a ela atribuem milagres. A pequena imagem da Santinha teria sido trazida de Castro no início do século passado e que, por isso, justifica o nome de Castorina.

Confira um vídeo feito em 2017 sobre a Festa da Santinha que reuniu milhares de devotos na Campina Alta, em Tibagi.

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.