Prefeitura de Ponta Grossa reestrutura a Guarda Civil

Prefeitura de Ponta Grossa reestrutura a Guarda Civil

*Da Assessoria

Ponta Grossa – A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Secretaria Municipal de Cidadania e Segurança Pública (SMCSP), tem promovido nos últimos meses processo de reestruturação da Guarda Civil Municipal. A ação tem avançado e já resultou em mudanças, a exemplo do início do processo de implantação do Grupo de Ações Táticas, o (GAT), órgão composto por diversas equipes da GCM responsáveis por ações de patrulhamento ostensivo urbano e atendimento da comunidade.

De acordo com a secretária Tânia Sviercoski, responsável por essa articulação, a reestruturação leva como base as diretrizes da gestão municipal e tem buscado promover a transparência nas decisões do comando e a participação ativa dos servidores no decorrer dos procedimentos. “A reestruturação da GCM é um projeto muito importante para que tenhamos uma base sólida para o crescimento e especialização das equipes da GCM e passa por alterações na questão de emprego de recursos humanos, uma nova divisão e ampliação de grupamentos, a definição de escalas de trabalho e a realização de testes seletivos internos para o exercício de determinadas funções. Além disso, também prevê a aquisição de novos equipamentos, remodelação dos uniformes e o investimento em tecnologia no intuito de oferecer mais possibilidades para a formação e treinamento de agentes, bem como para o fortalecimento das medidas preventivas e de combate à criminalidade no Município”, explica. “Com a conclusão dos procedimentos e a devida regulamentação das alterações, acredito que poderemos apresentar à comunidade o resultado dessa reestruturação no decorrer dos próximos meses”, finaliza a secretária Tânia Sviercoski.

Segundo a comandante da GCM, Maribel Krum, os agentes da GCM têm contribuído ativamente nos processos. “Todas as ações estão sendo feitas de maneira técnica e com a participação das equipes da GCM, que estão fornecendo informações extremamente valiosas não só para a definição de novas estratégias, mas também para a articulação das mudanças relacionadas aos grupamentos e sua estruturação, o que é de extrema importância para sucesso de todas as adequações”, finaliza Maribel.

*por Josué Teixeira

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.