IAT identifica atividade irregular em área de preservação permanente em Ponta Grossa

IAT identifica atividade irregular em área de preservação permanente em Ponta Grossa

AEN

Com apoio de imagens de satélite e da aeronave do Batalhão de Operações Aéreas da Polícia Militar (BPMOA), fiscais do Escritório Regional do Instituto Água e Terra (IAT) em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, identificaram atividades irregulares em Área de Preservação Permanente (APP) em uma propriedade rural.

O proprietário foi autuado em R$ 5 mil, nesta quarta-feira (23), por destruição de floresta e demais formas de vegetação em APP, em uma área correspondente de 0,46 hectare. O órgão ambiental também embargou qualquer tipo de atividade na área.

A Área a de Preservação Ambiental é protegida por lei, onde é expressamente proibido seu manejo e a supressão de vegetação. Em uma das áreas observadas, localizada no Alagados, foi identificado o corte de vegetação para construção de uma estrutura para captação de água.

O Complexo do Alagados abrange uma área de reservatório de água para abastecimento humano e geração de energia, fazendo com que essa nascente seja um abastecedora desse complexo.

“Com vegetação suprimida, a nascente fica exposta a contaminações”, destacou o chefe regional do IAT em Ponta Grossa, Ivan Loureiro.

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.