Greve de caminhoneiros não ganhou força na região

Greve de caminhoneiros não ganhou força na região

Luana Dias

Novamente a greve de caminhoneiros, que estava agendada para ocorrer a partir do início desta semana, não ganhou força na região. De acordo com a assessoria da concessionária CCR Rodonorte, que administra alguns trechos de rodovias na região, entre Curitiba e Apucarana, e entre Ponta Grossa e Jaguariaíva, durante o final de semana e a segunda-feira (26) de feriado (em Castro e Ponta Grossa), não houve registro de interrupções no trânsito.
A reportagem também ouviu o policial rodoviário federal Kleber Cavalli. Segundo ele, ao longo do fim de semana equipes realizaram operação e monitoramento em diferentes pontos das rodovias nos Campos Gerais, e também não encontraram bloqueios ocasionados pela greve.
Pelo país o que se viu foram manifestações pontuais e em geral de grupos pequenos, mas em outras regiões, a paralisação teve mais adesão dentre a categoria, entre o domingo (25) e a segunda-feira (26). Alguns caminhoneiros castrenses, que em função do trabalho encontravam-se em outros estados brasileiros, enviaram vídeos e imagens de diversos pontos de bloqueios, registrados em rodovias do país. No entanto, mesmo com o princípio de greve, não houve informação sobre estradas totalmente fechadas.

Pauta

A pauta de reivindicações da greve iniciada neste final de semana era muito semelhante à da última grande greve, realizada pela categoria no ano de 2018. O principal item de insatisfação entre os profissionais é o aumento do preço do diesel, mas eles também protestam pelo fim da Política de Preço de Paridade de Importação (PPI), aplicada pela Petrobras, e pela efetividade da lei do piso mínimo de frete, instituída após a paralisação de 2018, mas que ainda está para ser votada no Supremo Tribunal Federal (STF).

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.