Equipe de ESF é desacatada por pessoas que não queriam esperar na fila de vacinação

Equipe de ESF é desacatada por pessoas que não queriam esperar na fila de vacinação

Da Assessoria

Palmeira – Servidores da Estratégia de Saúde da Família (ESF) Dr. Roberto Bragagnolo, localizada no bairro do Rocio II, foram alvo de desacato na terça-feira (6), após duas pessoas recusarem esperar na fila de recebimento da vacina contra a Influenza. 

A unidade de saúde contava com algumas doses da vacina em seu estoque e informou que a população em geral de sua área de abrangência poderia ir até o local para recebe-las. Para tal, os interessados recebiam uma senha assim que chegavam na unidade e, na sequência, deveriam esperar serem chamadas. A senha era entregue conforme a ordem de chegada dos pacientes. 

Em determinado momento duas pessoas chegaram no local e recusaram-se a esperar na fila, querendo receber a vacina instantaneamente, porém haviam outros pacientes aguardando pelo mesmo procedimento.  

As profissionais da unidade de saúde explicaram a situação para as duas pessoas em questão, porém as mesmas não aceitaram a explicação e ofenderam a equipe local utilizando palavras de calão. Um dos pacientes que estava na unidade de saúde e presenciou a cena, acionou a Polícia Militar. 

Quando os policiais chegaram no local, as duas pessoas já haviam ido embora, porém os profissionais que foram ofendidos registraram o fato e realizaram todos os procedimentos cabíveis. De acordo com os servidores do local, esta não foi a primeira vez que as duas pessoas ofenderam os profissionais da ESF. 

Registramos que desacatar funcionário público no exercício da função ou em razão dela é crime previsto no artigo 331 do Código Penal, com detenção de seis meses a dois anos, ou multa. 

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.