Hino Nacional não pode ser banalizado nas praças esportivas

Hino Nacional não pode ser banalizado nas praças esportivas

Em 2016, o presidente Michel Temer sancionou lei que tornou obrigatório o Hino Nacional antes das competições esportivas.

A partir de uma observação recente do jornalista Antero Greco, esta coluna decidiu voltar ao assunto já comentado por aqui, porque desde lá até agora, e lá se vão cinco anos, o que se viu foi uma triste banalização daquele que deve ser um símbolo de exaltação à Pátria.

Aliás, em várias ocasiões, já vimos estádios inteiros cantando espontaneamente nosso hino, bem diferente da forma tão indelicada ou descuidada como veio a ser após a sua imposição.

Com todo respeito às opiniões em contrário, o ideal seria voltar ao que era antes, execução apenas em ocasiões especiais. No futebol, por exemplo, nos jogos de seleções ou até, vá lá, entre clubes de diferentes países, em competições como “Libertadores” e “Sul-Americana”. Não em todos como passou a acontecer.

Se a lei foi criada para despertar o sentimento do patriotismo, na prática, e a TV não cansa de mostrar, se transformou em outro desinteressado cumprimento de mais uma obrigação.

TV Tudo

Renovou

O jornalista Celso Unzelte é mais um profissional a renovar contrato com os canais esportivos da Disney.

Muito conhecido no meio por ser um estudioso do futebol e chamado de “Professor”, Unzelte seguirá nos canais ESPN e Fox Sports participando de programas como “SportsCenter”, “Linha de Passe” e “BB Debate”.

Alternativa

No Oscar, domingo à noite, o Globoplay virá com uma proposta diferente.

Marcelo Adnet estará à frente dos trabalhos, que ainda vai contar com as participações de Lúcio Mauro Filho, Eduardo Sterblicht, Paulo Vieira e Luciana Paes. 

Casa pronta

Entre necessárias reformas e adaptações, as instalações de Itapecerica da Serra estão prontas para receber os 13 casais participantes do “Power Couple”, próximo reality show da Record. 

Imediatamente após a sua realização, o local será preparado para receber “A Fazenda”.

É a torcida

A frase é quase uma unanimidade entre autores que viram as gravações de suas novelas e séries na Globo serem retomadas na última segunda-feira: “tomara que não parem mais”.

Só que isso não depende apenas da vontade da emissora, que trabalha sempre acompanhando o desenvolvimento da pandemia, principalmente em São Paulo e Rio.

Tudo pronto

Jornalismo da Band está pronto para dar o start no projeto do “Band Repórter”.

Acordos de parcerias, inclusive, já foram sacramentados com o New York Times e CBS.

Tá quase

Ainda a propósito da Band, o comentarista Neto, praticamente recuperado da operação na coluna, está pronto para voltar às suas atividades.

A liberação do médico deve acontecer ainda neste final de semana.

Economia

Assim como em outros setores, uma grande maioria de emissoras de rádio está passando por sérias dificuldades.

Em São Paulo, por exemplo, Mix e Nova Brasil acabaram de promover um corte bem importante no número de funcionários.

Trilha sonora

O cantor Vitor Kley será chamado para integrar a trilha sonora da novela “Nazaré”, com estreia confirmada para 18 de maio.

A produção tem como protagonista a atriz e apresentadora portuguesa Carolina Loureiro, namorada de Kley. A Band sempre tem por hábito colocar um toque de MPB nas novelas que traz de fora.

Em partes

O SBT vai exibir, a partir deste sábado, às 22h30, os 10 primeiros episódios do reality show gastronômico “Mestres da Sabotagem”, com apresentação de Sérgio Marone.

Outros seis programas inéditos irão ao ar em janeiro. No Discovery, a estreia será no dia 30, uma sexta, às 19h40, adotando a mesma estratégia de exibição.

Confidencial

SBT e Discovery estão se preparando para anunciar mais uma parceria no mês que vem.

A dica foi dada durante a coletiva virtual realizada ontem. 

Recusou

Aqui, neste espaço, surgiu a primeira informação que Benedito Ruy Barbosa defendeu a escolha de Vanessa Giácomo para viver Juma Marruá no remake de “Pantanal”. Só que a artista recusou o convite. Vanessa, que completou 38 anos no fim de março, disse não se sentir confortável para interpretar uma jovem virgem de 20 anos.

Assim, ela acabou abrindo caminho para Alanis Guillen.

Bate – Rebate

•      No SBT o esvaziamento da fracassada Superliga Europeia foi bastante comemorado…

•      … Nem poderia ser diferente. Uma ideia que nasceu morta. Aliás, a exclusão dos critérios técnicos seria o maior dos seus crimes.

•      A cada “BBB”, vai se fortalecendo a posição do Tiago Leifert entre os principais apresentadores da Globo. Faz por merecer.

•      Até esta sexta-feira, o Choque de Cultura apresenta uma série de “pílulas” no Canal Brasil sobre o Oscar 2021…

•      … E no domingo, o quarteto fará uma live no YouTube sobre a premiação.

•      A série policial “FBI” volta à programação da Globo no dia 7 de maio e ficará no ar até 16 de julho…

•      … Exibição toda sexta-feira após o “Globo Repórter”. 

•      Crianças hospitalizadas e isoladas em casa terão a oportunidade de participar gratuitamente de aulas online de interpretação com Claudia Ohana…

•      … A primeira nesta sexta, das 10h às 12h e na próxima segunda-feira, das 15h às 17h.

•      No SBT, uma funcionária fez o teste para Covid-19 e deu negativo…

•      … Como não tinha sintomas e não sentia nada, resolveu procurar um laboratório particular e aí deu negativo. Voltou a trabalhar.

•      Após 29 anos, Letícia Spiller deixa a TV Globo. Não teve seu contrato renovado…

•      … Mas como tantos outros, poderá realizar trabalhos por obra.

C´est fini

A Globo até poderá continuar com a marca “Domingão”, após a saída de Fausto Silva no final do ano. É dela. Tem todo direito.

Mas dificilmente voltará a usar ou agregar ao nome de outro alguém. Primeiro porque será bem esquisito e também por respeito a uma história de 32 anos. Melhor arquivar.

*Então é isso. Mas amanhã tem mais. Tchau!

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.