Sepultado médico morto a tiros

Sepultado médico morto a tiros

Luana Dias
Especial Página Um News

Imbaú – Foi sepultado perto do meio-dia desta quinta-feira (15), na cidade de Reserva, o médico Jose Cincinato Aires Correia, de 69 anos. Ele foi morto a tiros na tarde de quarta-feira (14), dentro do consultório onde prestava atendimento, no Centro de Saúde Deputado Elias Abraão, cidade de Imbaú. Segundo informações às quais o Página Um News teve acesso, o médico foi alvejado por três tiros, disparados por um homem que usava touca do tipo balaclava, cuja identidade ainda não foi revelada.
O autor do crime teria entrado no local e pedido que um motorista e uma técnica de enfermagem o levasse até o médico. Após mostrar o revolver aos funcionários, o homem teria sido conduzido ao quatro de descanso onde o médico estava, na sequência, ele efetuou os disparos e fugiu pelos fundos da unidade. Uma médica tentou socorrer o colega, porém, ele entrou em óbito ainda no local. Na unidade, os atendimento permaneciam suspensos até na noite de quinta.
Equipes de segurança da cidade e da região, como Polícia Militar, Polícia Civil e Científica estiveram no local e seguem com as investigações sobre a motivação do homicídio, que ainda é desconhecida.

Sobre a vítima
José Cincinato Aires Correia era bastante conhecido, tanto na cidade onde prestava atendimento no momento do homicídio, como em Reserva, onde morava e era proprietário de um hospital. Conhecido como doutor José, o médico também foi vereador na Câmara Municipal de Reserva nos anos de 1997 a 2000; 2001 a 2004 e 2009 a 2013, e entre os anos de 2009 e 2010 foi presidente da Casa de Leis na cidade.
Segundo moradores, José Cincinato foi o primeiro médico a trabalhar na cidade de Reserva. Ele deixa esposa, filhos e netos.

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.