Após ficar mais de 24 horas preso por flagrante de compra de votos, Cesar do Povo é liberado

Após ficar mais de 24 horas preso por flagrante de compra de votos, Cesar do Povo é liberado

Luana Dias

O vereador Cesar do Povo (DEM) ficou sob custódia na Delegacia Pública de Castro até próximo as 19h30 desta segunda-feira (16). Cesar, que era candidato e foi reeleito na eleição municipal deste domingo (15), foi preso em flagrante no dia da eleição, pelo crime de corrupção eleitoral.

O vereador foi surpreendido por fiscais da Justiça Eleitoral quando oferecia a quantia de 25 reais a um eleitor, que também foi preso no flagrante da compra de votos. Quando percebeu a aproximação de agentes, Cesar também teria jogado fora seu celular.

A fiança inicialmente estipulada para que Cesar fosse liberado era de 40 mil reais, já para o eleitor, de 500 reais. O eleitor pagou a fiança e foi liberado antes de Cesar do Povo. Pessoas ligadas ao vereador entraram com petição, na segunda-feira, e a Justiça Eleitoral reduziu o valor da fiança para o valor de 5.200 reais. Na sequência ele foi liberado, porém, não à tempo de participar da sessão na Câmara Municipal, realizada habitualmente nas segundas-feiras, às 19 horas.

A reportagem tentou conversar com o vereador, após sua saída da cadeia, no entanto, ele não foi encontrado.

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.