Acolhimento São Vicente de Paulo vive surto de Covid desde segunda

Acolhimento São Vicente de Paulo vive surto de Covid desde segunda

Luana Dias
Especial Página Um News

O Serviço de Acolhimento Institucional para Idosos São Vicente de Paulo, de Castro, enfrenta surto de Covid-19, desde a segunda-feira (5), quando o primeiro idoso testou positivo para a doença no local. Até nesta terça-feira (13), 16 casos já haviam sido confirmados, destes, dois pacientes estavam internados em leito clínico e um na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Além disso, 11 idosos estão sendo acompanhados, com suspeita de infecção pelo vírus. Até no final do dia não havia registro de óbito.
A instituição encontra-se notificada pela Vigilância Sanitária do Município, como Estado de Surto. De acordo com um comunidade emitido pelo Serviço de Acolhimento, “o alto perfil de contaminação e multiplicação do vírus, se faz presente por meio do número de idosos atendidos e seus respectivos graus de dependência. A falta de espaços físicos para isolamento, materiais de proteção individual, falta de profissionais da área de saúde e demais áreas de atuação, são fatores que agravam e afetam diretamente a disseminação do vírus e a vida dos idosos”.
Desde o início da pandemia, está é a primeira vez que surgem casos no local. Porém, de acordo com profissionais que trabalham na unidade, cuidados como a higienização de todos os veículos, e de todos os produtos e objetos que chegam na instituição é realizada diariamente, desde o mês de março. Também é realizada a desinfeção e troca de roupas e de sapatos na entrada da entidade. Além disso, funcionários utilizam Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), como pijamas do tipo hospitalar, touca, avental, sapato de proteção e máscara.

Instituição realiza campanha e conta com doações
Com o surto, a instituição vem tendo gastos ainda mais expressivos nas atividades do dia a dia. Para mantê-las, profissionais promovem uma campanha que pretende arrecadar desde EPIs e produtos de higiene e limpeza, até dinheiro em espécie. Os produtos mais utilizados e mais necessários para o enfrentamento do surto são álcool em gel 70%, álcool líquido 70%, sabonete líquido, papel toalha interfoliada para mãos, luva de látex com pó, hipoclorito de sódio (água sanitária), sabão em pó e amaciante de roupas. Já os EPI’s solicitados são toucas descartáveis, máscaras PFF2-s ou N-95 sem válvula, óculos de proteção e segurança, aventais descartáveis com manga, face shield (protetor facial), jalecos e pijamas hospitalares. Também são necessárias fraldas geriátricas (tamanhos M, G e EG), oxímetro de dedo, aparelho de aferir pressão manual e termômetro digital.
Doações em dinheiro também são muito bem-vindas, conforme explicam os profissionais, para o pagamento de salários e novas contratações, necessárias para o enfrentamento da Covid. Os donativos podem ser entregues diretamente na entidade (Avenida Presidente Kennedy, número 200, Centro); ou através de depósitos bancários nas seguintes contas: Caixa Econômica Federal, Conta Corrente, agência 0387, operação 003, pessoa jurídica 2501-1; Banco do Brasil, Conta Corrente, agência 0485-5, pessoa jurídica 3351-0; Sicredi, Conta Corrente, agência 0730, pessoa jurídica (depositar na opção conta poupança).

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.